Cheque especial ou empréstimo: qual é a melhor opção?

Cheque especial ou empréstimo: qual é a melhor opção?

Está em dúvida entre cheque especial ou empréstimo para equilibrar as dívidas, realizar algum objetivo ou manter as finanças pessoais em dia? Para tomar essa decisão, é preciso saber os principais prós e contras dessas duas modalidades de crédito.

Em momentos de crises financeiras, surgem muitas dúvidas sobre ambas as opções, uma vez que várias pessoas recorrem a elas para se equilibrar financeiramente ou mesmo fazer compras de bens essenciais.

Antes de escolher, é preciso fazer cálculos e ponderar as duas opções comparando vantagens e desvantagens, bem como investir em educação financeira para melhorar seus conhecimentos na área. Essas dicas servem de norte à sua decisão.

Além delas, existem outras que separamos a seguir, com informações que podem ajudar você nessa escolha. Continue lendo e confira quais são elas!

Cheque especial ou empréstimo? Qual vale mais a pena?

Cheque especial: prós e contras

Entenda se é melhor o cheque especial ou empréstimo para quitar dívidas

O cheque especial é uma modalidade de crédito que ajuda em situações emergenciais, uma vez que fica disponível diretamente na conta-corrente da pessoa. De modo resumido, mesmo que sua conta esteja zerada, é possível sacar o valor desejado dentro do limite concedido a título de cheque especial.

Após depositar um valor, automaticamente parte ou todo o crédito usado é compensado; dessa forma, ele funciona como um saldo extra na conta. Contudo, antes de utilizá-lo, é preciso conhecer bem suas características e taxas.

E mesmo que você já tenha certa experiência com esse crédito, é importante ficar atento às novas regras do cheque especial e acompanhar notícias sobre ele para caso ocorram eventuais mudanças na legislação.

Além disso, existem alguns prós e contras que você pode avaliar na hora de decidir entre cheque especial ou empréstimo pessoal. Veja alguns dos principais adiante.

Prós

Os prós do cheque especial estão ligados à facilidade de acesso ao crédito extra e pouca burocracia envolvida. Veja os detalhes.

NORMALMENTE É PRÉ-APROVADO PELO BANCO

Se você tiver seus dados aceitos e um limite de crédito aprovado para o cheque especial, ele já poderá ser ativado em sua conta assim que você a abrir. Muitos bancos, inclusive, já oferecem um limite de cheque especial pré-aprovado para novos correntistas.

CONTRATAÇÃO MAIS RÁPIDA

Após o limite de cheque especial ser aprovado, a sua obtenção é rápida e fácil. Basta sacar o crédito no caixa eletrônico ou, ainda, pagar um boleto ou debitar alguma conta para fazer uso dele. Isso desde que você não tenha saldo próprio ou o valor a pagar seja maior que o que você tem na conta, de modo que o restante a pagar seja deduzido do saldo do cheque especial.

Até mesmo a análise de dados para a pré-aprovação do cheque especial costuma ser rápida, estando pronta assim que se abre uma conta no banco ou, como mencionado antes, o próprio banco já oferece um limite pré-aprovado para novos correntistas.

NÃO EXIGE GARANTIAS

Em boa parte das vezes, não é necessário oferecer garantias para conseguir um limite de cheque especial. No entanto, isso costuma incorrer em um dos contras que veremos adiante: juros normalmente mais altos.

Contras

A facilidade de acesso ao cheque especial vem acompanhada de alguns problemas, como taxas de juros mais altas e necessidade de maior controle e organização para não entrar em uma nova dívida. Confira os contras.

materiais educativos

JUROS ALTOS

Os juros do cheque especial costumam ser elevados por conta de vários fatores, como não exigência de garantia e um processo de liberação menos exigente.

DIFICULDADE DE SAIR DELE DEPOIS DE ENTRAR PELA PRIMEIRA VEZ

A facilidade de contratar o cheque especial aliado aos juros elevados pode fazer com que o pagamento desse crédito saia do controle da pessoa. Por estar disponível de forma fácil, você pode começar a usá-lo indiscriminadamente e, ao pagar, os juros podem transformar a dívida em uma bola de neve. É preciso organização e disciplina para usar esse crédito e pagá-lo de forma correta.

Empréstimo: prós e contras

Veja vantagens e desvantagens de usar cheque especial ou empréstimo

Pode-se dizer que o empréstimo é a modalidade de crédito mais conhecida atualmente, sendo utilizado para o pagamento de dívidas, investimento profissional, realização de objetivos etc.

Seu funcionamento é simples: a pessoa o solicita, recebe o valor desejado e passa a pagá-lo (montante emprestado mais os juros) em parcelas mensais. Normalmente, quanto maior o prazo para pagamento, maiores tendem a ser os juros. Adiante, veja as vantagens e as desvantagens dessa modalidade.

Prós

As vantagens de pegar um empréstimo incluem taxas de juros mais suaves do que no cheque especial e o tempo de pagamento, que pode durar vários meses. Veja os detalhes.

TAXA DE JUROS MAIS BAIXA

Há muitos tipos de empréstimos, como o simples, o consignado, o empresarial etc. No entanto, costumam ter taxas de juros mais baixas do que outras modalidades por conta de suas características, de um processo de análise mais criterioso e das garantias solicitadas.

MAIOR TEMPO PARA QUITAR AS PARCELAS

O cheque especial normalmente serve para crédito a curto ou curtíssimo prazo, uma vez que suas taxas de juros são altas. Por outro lado, o empréstimo costuma ser recomendado para quem necessita de crédito no médio e longo prazo, uma vez que seus juros são menores e, normalmente, é possível conseguir um tempo maior para pagá-lo.

Contras

Por ser um comprometimento de longo prazo, os pré-requisitos para conseguir um empréstimo costumam ser mais exigentes, como não ter o nome negativado, precisar fornecer uma garantia e ter a necessidade de comprovação de renda. A seguir, listamos esses detalhes.

COMPROVAÇÃO DE RENDA

Para conseguir um empréstimo, geralmente, é preciso comprovar renda, o que pode dificultar um pouco o acesso a essa opção.

NECESSIDADE DE NOME LIMPO

“Nome limpo”, ou seja, não ter restrição em serviços de proteção ao crédito costuma ser um critério importante para o banco liberar um empréstimo.

PRECISA SE ENQUADRAR NOS CRITÉRIOS DE APROVAÇÃO

Além dos pontos anteriores, o banco pode exigir comprovações e estabelecer critérios próprios para liberar o crédito. Por exemplo, será necessário passar por uma análise cadastral. Dependendo do tipo de empréstimo, a instituição pode requisitar uma garantia para liberá-lo.

PROCESSO UM POUCO MAIS DEMORADO

Por precisar incluir mais itens para análise, a liberação de um empréstimo pode ser mais demorada do que a obtenção de cheque especial.

Decidindo entre cheque especial ou empréstimo

Com base nas informações apresentadas, você precisará avaliar sua situação atual e definir qual se enquadra melhor em suas necessidades e possibilidades: cheque especial ou empréstimo.

Por exemplo, se você sabe que terá o valor de quitação em mãos a curto prazo, como dentro de alguns dias, então o cheque especial pode ser vantajoso. Por outro lado, se você precisará de tempo para conseguir pagar todo o crédito, então o empréstimo pode ser melhor.

Também é importante avaliar o quanto está disposto a pagar de juros e montar um bom planejamento financeiro para quitar parcelas ou o montante do crédito obtido.

Você ainda pode avaliar outras opções para conseguir recursos além de cheque especial ou empréstimo, como a antecipação do Imposto de Renda (IR) ou a penhora de bens. Se estiver atrás de dinheiro para pagamento do cartão, você pode optar pelo parcelamento do cartão de crédito, mas é preciso cuidado para não descuidar e se endividar de novo.

Não há uma resposta única na escolha entre cheque especial ou empréstimo. Como você viu, há prós e contras em cada opção. Analise com cuidado a dívida e sua renda mensal, faça os cálculos, veja as vantagens e as desvantagens e faça a melhor escolha de acordo com o seu contexto.

Para melhorar a administração das suas economias e das finanças da sua família, confira um ebook que desenvolvemos sobre planejamento familiar financeiro!

seguro ideal