Seguro de vida para jovens: por que é importante?

Seguro de vida para jovens: por que é importante?

Não existe uma norma com o objetivo de saber qual o melhor momento para investir em um seguro de vida. Por isso muitos deixam a decisão para depois, por medo de que a proteção signifique um rombo grande no orçamento — o que não é, por via de regra, uma verdade.

O senso comum possui a ideia de que um seguro de vida é algo importante apenas para pessoas mais velhas ou idosos. No entanto, o conceito é distorcido e não leva em consideração algumas possíveis coberturas que podem vir a beneficiar o segurado nos momentos mais necessários.

Entenda neste post como o seguro de vida para jovens é apropriado como ferramenta de gerenciamento de riscos e saiba quais as vantagens da contratação.

O que é um seguro de vida para jovens?

Tire todas as suas dúvidas sobre Seguro de Vida para Jovens

O seguro de vida é uma cobertura que possibilita mais tranquilidade ao segurado. Trata-se de uma modalidade que entrega benefícios para além de preservar o provento de possíveis filhos ou dependentes. A segurança pode ser abrangente e resguardar o segurado também com relação à saúde, por meio de garantias de doença, acidente ou mesmo invalidez.

As opções entre seguros de vida para jovens e idosos são muito similares. A maior diferença está no valor pago pela contratação — quanto antes o segurado começa a investir na proteção, menores serão as parcelas e melhores as opções. Entenda a seguir.

Por que o seguro de vida é importante?

As vantagens da contratação de um seguro de vida para jovens são muitas, a começar, como citado anteriormente, pelo pagamento de parcelas com um valor mais baixo. Outra vantagem é que as chances de uma proposta ser recusada por doença são menores quando o proponente ainda é jovem.

As prioridades do jovem poucas vezes passam pelos cuidados com a saúde e com a qualidade de vida — poucos encaram o medo de ficar doente, por exemplo. Esse é um grande erro. É importante repensar as escolhas financeiras e realizar escolhas que possam vir a servir como solução nos momentos mais complicados e inesperados.

Os jovens devem estar cientes de uma série de riscos

principal causa de morte entre jovens está relacionada a acidentes de trânsito. Quase 50 mil adolescentes sofreram acidentes de trânsito entre 2016 e 2017, sendo que mais de 37 mil ficaram com alguma sequela permanente.

Pensar no seguro de vida como um gasto esconde a real função da proteção: garantir um aporte financeiro em caso de eventualidades, acidentes ou até mesmo em momentos nos quais o beneficiário (que pode ser o próprio segurado) se encontra incapacidade de exercer sua profissão, e por isso fica sem renda.

Dessa forma, é inadequado afirmar que um seguro de vida é caro ou mesmo desnecessário para o jovem, ou para aquele que não tem dependentes. Isso porque a proteção muitas vezes traz benefícios diretos para o próprio contratante.

O seguro de vida para jovens é uma garantia financeira que tem, de acordo com a contratação, uma série de condições e coberturas que devem ser avaliadas e escolhidas por meio da análise do perfil do segurado. A oferta não é engessada.

seguro de vida para jovens

Um amplo leque de opções, com coberturas simplificadas

Coberturas amplas, completas, por exemplo, podem não ser tão interessantes para o jovem. Mas uma opção simplificada pode caber no orçamento, se encaixar no planejamento financeiro e garantir muitos benefícios não só futuros, como também imediatos em caso de surpresas desagradáveis.

Para acidentes ou doenças temporárias, que impossibilitem o segurado de exercer sua atuação profissional, o seguro de vida com cobertura de Diária por Incapacidade Temporária (DIT) garante o pagamento de uma renda na forma de diária, de acordo com os dias de licença médica.

Já uma doença grave, ou mesmo invalidez, que acarreta altos gastos com tratamento ou medicação, pode ter como forma de auxílio uma indenização.

Lembrando sempre que as características de uma cobertura securitária estão especificadas no contrato, assim como na apólice que indica, entre outros, riscos excluídos, possíveis franquias e carências. Em resumo, entenda por que o seguro de vida para jovens é tão importante:

• coberturas com parcelas reduzidas;

• tranquilidade para gerenciar riscos;

• segurança financeira personalizável;

• tranquilidade para os dependentes;

• cobertura de doenças graves;

• facilidade para alteração de beneficiários.

O que levar em consideração?

Veja o que levar em consideração em um seguro de vida para jovens

As dúvidas quanto à contratação de um seguro de vida são muitas. Uma das modalidades de seguro de vida é o resgatável, que pode ser utilizado pelos jovens como uma garantia de renda na terceira idade.

Com a contratação, é possível receber um valor pré-determinado após período de carência, ou com o sinistro, que pode ser utilizado seja como auxílio em caso de doenças ou para manutenção da renda, sob a forma de parcelas fixas.

Ao focar em um plano de independência financeira e contratar o seguro de vida antes dos 30 anos, por exemplo, uma opção contra doenças graves tem um valor significativamente menor do que aquele contrato assinado depois dos 50 anos. Mas afinal, quando contratar um seguro de vida? Avalie as especificações e tome uma decisão consciente.

Quais são as especificidades do seguro de vida para jovens?

É importante pensar no futuro, sempre com os olhos no presente. Por isso o seguro de vida pode ter coberturas adicionais, como:

• invalidez;

• diagnóstico de doenças graves;

• incapacidade temporária.

Avalie os riscos da sua profissão, seu estilo de vida ou mesmo os perigos que te fazem perder noites de sono.

Uma das vantagens da contratação do seguro de vida em uma idade menos avançada — na casa dos 20 anos — é a possibilidade de encontrar proteções que não realizam o reajuste do valor da parcela atrelado à mudança na taxa de risco, que vem com o avanço da idade.

Em outras palavras, isso significa que investir em seguros desde cedo é uma maneira de garantir proteção securitária para a família ou dependentes no futuro, utilizando o nivelamento dos valores. Isso se chama planejamento!

Quem pode contratar esse serviço?

A ferramenta de proteção do seguro de vida para jovens pode ser contratada por qualquer pessoa. No entanto, de acordo com a Superintendência de Seguros Privados (Susep), menores de 14 anos só podem ser segurados com coberturas por sobrevivência ou coberturas de riscos com reembolsos.

Ao se pensar em um seguro de vida para jovens, alguns pontos devem ficar em mente, como:

• segurança, por estar amparado em caso de necessidades ou incidentes;

• manutenção do padrão de vida, para arcar com possíveis gastos e com as próprias despesas, se a renda profissional for prejudicada em caso de acidente ou doença temporária;

• tranquilidade para a família, tendo em vista que muitos jovens auxiliam nas contas da casa ou pensam em constituir família no futuro.

Agora que você já conhece a importância da contratação de um seguro de vida para jovens, avalie qual o valor mínimo para que você possa investir em um seguro de vida. Lembre-se que é essencial optar por uma segurança que esteja adequada aos seus padrões de vida e que possa ser incorporada ao seu orçamento, a longo prazo.

Para conhecer a possibilidade que mais se adéqua ao seu perfil, entre em contato com a Mongeral Aegon!

seguro de vida para jovens