7 seguros para empreendedores que você precisa contratar já!

7 seguros para empreendedores que você precisa contratar já!

Você já pensou na importância dos seguros para empreendedores?  E o que  você faria caso tivesse que paralisar as atividades da sua empresa por um determinado tempo porque um incêndio atingiu o maquinário ou um setor indispensável para o andamento do negócio?

Ou, então, se tivesse que abrir mão de um investimento que ajudaria o negócio a crescer, simplesmente porque foi surpreendido por uma despesa que não estava prevista no orçamento?

Assim como as pessoas físicas, as empresas também estão expostas a uma série de riscos e situações que fogem do controle e podem vir a afetar o patrimônio e toda a rotina empresarial.

Às vezes, nem as melhores ações preventivas e o planejamento mais minucioso são suficientes para impedir que acidentes, catástrofes, eventos climáticos e alterações na economia do país cheguem de maneira imprevisível e acabem provocando uma reviravolta negativa nos rumos do negócio.

É por essas razões que a empresa precisa estar preparada. Caso contrário, qualquer pequeno incidente pode refletir diretamente nos resultados e na gestão financeira do empreendimento, o que pode ser devastador para um negócio que esteja iniciando suas atividades, por exemplo.

O setor securitário, atento às realidades do mercado, oferece atualmente uma gama bem diversificada de seguros para empreendedores, com serviços voltados exclusivamente para a proteção das empresas.

Por meio desses produtos, as seguradoras estão aptas a oferecer assistência completa e eventuais reembolsos às empresas associadas em caso de perdas financeiras por eventos imprevisíveis.

A seguir, mostramos os 7 tipos de seguros para empreendedores mais comuns. Confira!

Tipos de seguros para empreendedores

1. Seguro empresarial

seguros para empreendedores

Quando você pode precisar

Sempre que houver necessidade de paralisar as atividades da sua empresa de forma integral ou parcial devido a perdas ou danos gerais que atingiram o estabelecimento. O seguro empresarial é um dos mais importantes e completos para um empreendimento e, portanto, a primeira opção que o empresário precisa ter quando pensa em contratar um serviço de seguros para o seu negócio.

O que protege

Dá proteção generalizada ao empreendimento, garantindo indenização em decorrência de incêndios, raios e explosões, danos elétricos, quebra de vidros, impacto de veículos, queda de aeronaves, roubo de bens, desmoronamento, vendaval, ciclone, tornado e granizo.

Por que é importante contratar

Nunca se sabe quando a empresa pode ser alvo de alguma intempérie da natureza ou algum incidente ou imprevisto que qualquer pessoa física ou jurídica está sujeita a sofrer, a qualquer momento.

Portanto, se acontecer, você não ficará isento de auxílio financeiro caso precise suspender as atividades da empresa por um certo tempo. Lembre-se de que, se você tiver que restringir o funcionamento da empresa, a circulação financeira que ela promove também diminuirá. E você precisa estar preparado para isso.

2. Seguro de vida

Quando você pode precisar

Se, por algum motivo, você ou algum familiar perder a vida de forma repentina. Essa modalidade de seguro é muito procurada pelas pessoas físicas, mas também pode ser uma alternativa indispensável para o empreendedor, apesar de não ser tão comum. Alguns especialistas consideram que ignorar o seguro de vida pode ser um dos erros financeiros mais comuns que os empresários podem cometer na gestão empresarial.

O que protege

Dá suporte financeiro para a família que perdeu seu ente, disponibilizando uma determinada quantia para a reestruturação financeira dos que ficaram.

Por que é importante contratar

Se você abriu uma empresa há pouco tempo, por exemplo, deve ter renunciado a coisas muito caras e importantes ao longo de um determinado período para que pudesse garantir o montante de dinheiro suficiente para dar o primeiro passo e, enfim, investir em seu negócio próprio.

Além disso, você sabe também que o lucro ainda deve demorar um pouco a chegar e, nos primeiros anos de trabalho, será preciso um esforço maior e um fôlego extra para manter o empreendimento funcionando. Isso significa que vai ser preciso assumir algumas dívidas para poder dar continuidade ao seu negócio e mantê-lo ativo no mercado, o que costuma ser um processo natural até a normalização dos processos.

O cenário, portanto, é de racionamento e moderação dos gastos e regalias, e isso envolve inclusive a sua própria vida particular. Imagine, então, que você ou alguém da sua família acabe perdendo a vida por algum motivo durante esse período. Uma despesa a mais, nesse momento, é tudo que você menos precisa, até porque, acima de tudo, você ainda tem uma família para sustentar.

Por isso, é importante estar preparado para esse tipo de eventualidade para livrar a família de preocupações extras durante o enfrentamento de uma situação delicada, caso aconteça.

3. Seguro de vida em grupo

Quando você pode precisar

No caso de algum funcionário da sua empresa que venha a sofrer acidente de trabalho no exercício de suas funções e em horário de expediente.

O que protege

Garante indenização aos colaboradores e suas famílias em decorrência de morte natural ou acidental, invalidez e doenças graves e as respectivas despesas decorrentes com médico, hospital e dentista, por exemplo, além de assistência funeral.

Por que é importante contratar

Nenhuma empresa está livre de um acidente de trabalho, mesmo com toda a proteção oferecida aos seus funcionários e mesmo que o trabalho realizado seja aparentemente de baixo risco. Às vezes, simplesmente acontece.

Nessas horas, estar protegido contra despesas que não fazem parte do controle financeiro da empresa pode evitar um problema ainda maior — que, inclusive, pode acabar deixando seu caixa no vermelho.

Afinal, até os pequenos acidentes costumam levar a consequências caras, que nem sempre a empresa está preparada para enfrentar. Por isso, além de gerar tranquilidade ao empreendimento, esse tipo de serviço ainda garante a satisfação dos colaboradores, que se sentem valorizados e protegidos.

Trata-se de uma modalidade de seguro muito parecida com a anterior, mas com a diferença de que o protegido não é um familiar seu, mas, sim, as pessoas que possuem laços profissionais com você. Essa é, portanto, uma boa maneira de valorizar os colaboradores da empresa e, ao mesmo tempo, se precaver contra despesas médicas e hospitalares.

4. Seguro residencial

Quando você pode precisar

Nos casos em que chegar em casa, em um determinado dia, e encontrar sua casa com as portas destrancadas e perceber que foi vítima de um furto ou de um roubo. Ou, então, perceber que o seu imóvel não resistiu a uma chuva de granizo e encontrá-lo inundado e com as telhas e vidros quebrados. Ou, ainda, se deparar com algum problema na fechadura e ter que chamar um chaveiro.

O que protege

Assegura a residência do empresário e garante indenização em decorrência de incêndios, enchentes, explosões, desastre natural, furto e roubo qualificado. Também garante a reposição dos bens que podem ser perdidos no incidente.

Por que é importante contratar

O seguro residencial tem a mesma finalidade que o seguro de vida para empresas, porque protege o patrimônio da família contra qualquer problema que pode vir a acometer a residência. Isso se torna ainda mais importante nos casos em que o imóvel estiver situado em algum local de risco, como aquelas regiões da cidade que costumam inundar com bastante frequência ou próximos de lugares com risco de desabamentos.

5. Seguros de veículos

Quando você pode precisar

Em caso de danos materiais e pessoais causados por acidentes de trânsito, ou até furto e roubo do veículo.

O que protege

Indeniza a empresa em qualquer situação imprevista ou inesperada que envolva danos na frota de veículos da empresa.

Por que é importante contratar

Acidentes de trânsito se tornaram, hoje, um dos problemas mais comuns que qualquer pessoa está sujeita a sofrer no dia a dia. Afinal, ninguém está imune de imprevistos e da imprudência alheia. Junto com ele, porém, costumam vir dores de cabeça e desembolso de muito dinheiro, que nem sempre está disponível para emergências como essa.

Então, se a estrada é praticamente uma extensão da sede da sua empresa, nos casos em que você utiliza muito o carro para trabalhar ou possui uma frota de caminhões para transporte de cargas, por exemplo, essa modalidade de seguros para empreendedores pode ser muito interessante.

6. Seguro de responsabilidade civil geral ou E&O (erros e omissões)

Quando você pode precisar

Nos casos em que algum cliente, consumidor ou fornecedor se sentir lesado ou prejudicado de alguma forma pela prestação de serviços oferecida pela sua empresa e vier a ajuizar uma reclamação ou ação na Justiça por danos corporais, materiais ou morais. Ou nos casos em que as decisões e condutas do executivo tenham causado algum risco ou dano a alguém, ainda que involuntário e sem conotação de má-fé.

O que protege

Protege o patrimônio pessoal do executivo frente a processos judiciais eventualmente movidos contra ele na condição de pessoa física e garante o reembolso dos gastos, custas judiciais, encargos, honorários, depósitos recursais e indenizações devidas a terceiros.

Por que é importante contratar

Ninguém está livre de se tornar réu e ser condenado pela Justiça a indenizar terceiros por algum prejuízo causado a ele, mesmo que essa não tenha sido a intenção. Em um empresa que presta serviços, por exemplo, essa prática pode ser comum, justamente por lidar com o público e diferentes personalidades de clientes e fornecedores. Portanto, se torna inevitável estar preparado para esse risco, quando surgir.

O seguro de responsabilidade civil geral e o E&O tem a mesma finalidade, mas, enquanto a primeira é voltada exclusivamente para a gestão das empresas, a segunda abrange os prestadores de serviço autônomos e profissionais liberais de categorias legalizadas, como advogados, dentistas, médicos e arquitetos, por exemplo.

7. Seguro agrícola e para agronegócios

seguros para empreendedores

Quando você pode precisar

Sempre que alguma mudança drástica ou excessiva no clima afetar o cultivo do que você investe em lavouras ou propriedades rurais específicas, caso seja empreendedor do mercado de agronegócio.

O que protege

Cobre os danos causados por eventos climáticos, como granizo, geada, excesso de chuva ou de secas, frio ou calor intensos e ventos fortes que venham atingir o plantio e a manutenção da lavoura.

Por que é importante contratar

Quem investe na agricultura já sabe que o uso da melhor semente ou a aposta nas melhores técnicas de plantio não são suficientes para garantir um bom resultado no campo.

Isso porque o sucesso ou o completo desastre da lavoura está diretamente associado à instabilidade da natureza e dos fatores climáticos: não há como prever quando a chuva vai passar dos limites considerados benéficos para a lavoura ou quando os ventos serão fortes demais e capazes de arrancar as folhas já plantadas.

E mesmo que fosse possível prever, não haveria muito o que fazer. Por isso, o seguro que protege os investimentos nesse tipo de negócio costumam ser indispensáveis para quem conta com o lucro no fim da colheita.

Na realidade dos dias atuais, não há mais como uma empresa ficar sem a proteção de pelo menos uma das diversas modalidades de seguro que estão à disposição dos empresários, hoje.

Em meio a um mercado competitivo, que obriga os executivos a investir grandes somas de dinheiro para manter o seu negócio vivo entre os concorrentes, não faz sentido perder boa parte desses ativos em um incêndio ou qualquer outro incidente ou desastre natural, por exemplo.

E não importa, nesse momento, há quanto tempo a empresa está em funcionamento: o impacto pode ser devastador tanto para aqueles recém-chegados quanto aos que já estão há bastante tempo nessa empreitada. É sempre doloroso testemunhar que todo o trabalho de uma vida inteira como empreendedor pode se perder em poucos segundos depois de um imprevisto qualquer.

Portanto, não espere que o pior aconteça para se proteger. A primeira coisa é procurar não encarar a aquisição de seguros para empreendedores como um gasto a mais. Inclua-o em seus investimentos o quanto antes para que você possa focar todas as suas atenções nas necessidades de seu negócio, sem ficar se preocupando com imprevistos e intempéries que podem ou não vir a acontecer e afetar os seus planos.

  • Publicado

    18 de maio de 2018

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Negócios