Como contribuir na motivação para estudar dos filhos

Como contribuir na motivação para estudar dos filhos

Sem dúvida, você deseja o melhor futuro para os seus filhos e não mede esforços para garantir que estejam seguros. Para isso, conhece muito bem a relação entre a segurança, a estabilidade e a formação educacional e cultural deles. Infelizmente, eles nem sempre têm a necessária motivação para estudar e obter um bom rendimento escolar, não é mesmo?

Felizmente, porém, o sucesso acadêmico está diretamente relacionado ao incentivo e acompanhamento que a família dispensa às suas crianças e jovens.

Esse foi um dado levantado pelo TERCE (Terceiro Estudo Regional Comparativo e Explicativo), orientado pela Unesco. A pesquisa indicou que o envolvimento dos pais na vida escolar dos filhos chega a ter um peso maior do que a infraestrutura que a escola oferece!

Pensando nisso, preparamos este post para te dar argumentos convincentes e dicas eficazes para ajudar seus filhos a ter motivação para estudar e, com isso, alcançar a segurança e estabilidade financeira para um futuro feliz!

Indique as carreiras mais prestigiadas

O site Veja.com divulgou os resultados de uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria Michael Page sobre as carreiras mais promissoras. Segundo o diretor-executivo da empresa, Henrique Bessa, neste cenário de crise, as companhias buscam profissionais que, além de experiência, tenham condições de agregar valor e eficiência aos processos.

As carreiras — que exigem nível superior em áreas como Marketing, Direito, Ciências Contábeis e Tecnologia da Informação — apresentam remuneração que giram em torno dos 5 dígitos.

Além da área corporativa, setores que nunca perdem seu prestígio, como Medicina e Engenharia, também exigem um alto grau de estudos, comprometimento, disciplina e esforço.

Independentemente do caminho que seu filho decidir trilhar, é inegável que os melhores e mais valorizados profissionais serão aqueles que apresentaram a maior dedicação na escola e na faculdade!




Explique a relação entre disciplina e estabilidade financeira

A dedicação aos estudos é fundamental para desenvolver hábitos e atitudes que serão muito úteis na vida adulta. A disciplina é uma dessas qualidades e tem a ver com determinação, organização e foco.

Ser disciplinado ajudará seu filho a ter um melhor desempenho escolar e acadêmico, e essa habilidade vai nortear seu desenvolvimento profissional e sua relação com as diversas tarefas do seu dia a dia.

Em declaração ao site EXAME.com, Sidnei Oliveira, autor do livro Profissões do futuro, ressaltou que, para alcançar a disciplina, é importante ter foco, estabelecer prioridades e definir regras para cumprir suas obrigações. E deu um alerta: não é possível se desenvolver na carreira sem disciplina!

Participe mais ativamente da vida escolar do seu filho

Segundo Beatriz Pont, analista da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico), o envolvimento dos pais na rotina escolar dos alunos é um fator significativo para aprimorar os resultados escolares e acadêmicos deles.

Na entrevista realizada pelo O Globo, Pont recomendou 2 atitudes que os pais devem desenvolver em relação à educação de suas crianças e jovens:

  • Dar suporte em casa: motivar os filhos a valorizar a leitura, levantar discussões sobre as atividades realizadas na escola, auxiliar nos exercícios de casa e gerar no lar um ambiente propício à aprendizagem;
  • Dar suporte na escola: comparecer às reuniões marcadas pela escola e participar nos eventos organizados pela instituição, em que os alunos apresentam trabalhos e realizam atividades.

Ao ajudar os filhos nas lições de casa, por exemplo, os pais podem mostrar a importância daquele conteúdo. Então, a questão aqui é maior do que apenas acompanhar a realização das tarefas, mas evidenciar que aquele momento é fundamental para a sua formação.

Em casos de dúvidas sobre a lição, é preciso tomar o cuidado de fazer os filhos refletirem sobre as questões e apontar caminhos para a resolução dos problemas, em vez de revelar as respostas.

À medida que a criança ou jovem mostrar que tem aumentado seu nível de comprometimento com os estudos e seu rendimento, é importante recompensá-lo (financeiramente ou não). Ele verá, assim, que seu esforço tem valido a pena e terá mais estímulo para continuar.

É claro que nem sempre é fácil conciliar família e trabalho. Mas faça o máximo para estar cada vez mais presente na vida escolar dos seus filhos e verá que os resultados serão surpreendentes!

Ofereça um ambiente de estudos adequado

O ambiente propício à aprendizagem envolve 2 aspectos principais: o espaço físico e a influência cultural. E como os pais podem gerar esse clima adequado ao desenvolvimento acadêmico de seus filhos em seu próprio lar?

Espaço físico

Primeiro, o mais fácil: prepare um espaço ideal para seu filho estudar. Lia Salgado, colunista do G1 e consultora especialista em preparação e realização de concursos públicos, recomenda que o ambiente seja confortável, com uma cadeira e iluminação apropriados.

Sim, uma cadeira! Não vale ficar jogado na cama ou no sofá. A boa postura contribuirá para a concentração na leitura.

Além disso, na hora de seu filho estudar, preze pelo silêncio e limite o uso dos eletrônicos apenas para fins de aprendizagem.

Lembre-se de que a motivação para estudar será bem maior em um ambiente limpo e com livros organizados. Por isso, ensine a criança ou o jovem a cuidar do seu próprio material de estudos e manter seu ambiente sempre bem-arrumado.

Aspecto cultural

Pouco adianta falar que ler e estudar é importante se os pais não mostrarem na prática que isso é importante também para eles mesmos. Então, tenha você também o hábito de ler.

Seja positivo em relação aos estudos. Converse naturalmente sobre a escola, as avaliações, os eventos escolares, carreira etc. Sempre mantenha o diálogo aberto em seu lar!

Fale da relação entre sucesso escolar e satisfação no futuro

O estudo realizado pela OCDE intitulado “What are the social benefits of education?” — ou, em tradução livre, “Quais são os benefícios sociais da educação?” — indicou que a educação contribui para que as pessoas desenvolvam habilidades importantes para atuar na sociedade de forma mais participativa, melhorar sua condição econômica e social e conquistar seus objetivos.

Isso resulta em mais felicidade e satisfação nos diversos aspectos da vida. Por isso, o mesmo estudo aponta que o nível de satisfação médio das pessoas que possuem o nível superior é 18% maior em relação àqueles que pararam sua formação no nível médio.

Essas estatísticas têm reflexos na própria expectativa de vida dos indivíduos. O levantamento avaliou que os graduados vivem, em média, 8 anos a mais do que os que não cursaram uma universidade.

Esses são dados mais do que relevantes para levantar a motivação dos seus filhos para estudar, não acha?

Já se foi o tempo em que bastava um diploma em mãos para ter abertas as portas de uma carreira promissora e bem-sucedida. É necessário ter comprometimento, disciplina e foco nos estudos.

Esperamos que você tenha sucesso em contribuir para a motivação para estudar dos seus filhos, ajudando-os a investir em um futuro de sucesso!

E aí, gostou das dicas? Então, curta nossa página no Facebook e descubra outras formas de garantir a segurança e felicidade não só dos seus filhos, mas de toda a sua família!